Portal Sal da Terra

Coluna/Opinião

Desmame - parte 1

Como passar emocionalmente bem por esse processo

Desmame - parte 1
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Olá pessoal !!

Falar de desmame é bem delicado pra mim, visto que estou em processo do mesmo e não tem sido nada fácil. Confesso que só iria falar dele quando eu já tivesse completado esse ciclo, mas diante do desafio que tenho passado, resolvi compartilhar desde já.

Existem várias formas de desmamar e na verdade não tem um tempo certo, afinal, cada maternidade tem sua história, algumas precisam desmamar por necessidade física, adoeceu e precisou de remédios fortes, outras tiveram que voltar ao trabalho, não conseguiu ordenhar e de repente quando se deu conta o leite se foi, e outras amamentam, amamentam  e quando vê, a criança já está com mais de dois anos e você não conseguiu tirar ou simplesmente não quis, ou não conseguiu.

E a partir dai, nesse primeiro momento com esse tema, quero falar sobre o emocional de ambos, mamãe e bebê. 

Costumo dizer que qualquer decisão a tomar na maternidade precisa ter segurança, digo, não comece nada se estiver insegura, pois a insegurança com certeza será passada pro seu filho(a) e a consequência disso não será boa. Não falo isso apenas pro desmame, mas em qualquer outra situação, seja num desfralde, na forma de introduzir alimentos, numa rotina noturna, entre outras. Apenas prossiga quando estiver certa do que quer, essa será a melhor forma de continuar e dar certo. 
O bebê, a criança, precisa encontrar porto seguro, por mais que a situação seja difícil, o controle emocional precisa vir de nós. 

Falando um pouco da minha experiência, optei pelo desmame gentil, aquele que vamos tirando gradativamente, evitando assim, obstrução dos ductos ou mastite, além de uma mudança muito brusca para o sistema digestório e imunológico do meu bebê. 
E também é uma forma de respeitar o nosso emocional e a forma que encontrei de passar segurança e encerramento de ciclo pra ele. 

Bom, conforme essa fase da minha maternidade se concluir, volto com a parte 2, oferecendo dicas mais específicas de como passamos por esse momento.

Obrigada por chegar até aqui,
Até a próxima. 

Veja também