Portal Sal da Terra

Notícias Agro

Plano Safra: Banco do Brasil aumenta em 50% crédito para o agronegócio do país

Instituição vai ofertar R$ 200 bilhões no ciclo atual do programa

Plano Safra: Banco do Brasil aumenta em 50% crédito para o agronegócio do país
Shutterstock
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Na órbita do Plano Safra 2022/2023, o Banco do Brasil vai ofertar R$ 200 bilhões para o agronegócio do país. O montante representa um crescimento de quase 50%.

No ciclo anterior do Plano Safra, a oferta de crédito do Banco do Brasil para o agronegócio por meio da iniciativa chegou a R$ 135 bilhões. No período, as contratações se aproximaram de 600 mil operações. Delas, mais da metade ocorreu por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). A ação fomenta produtores de diversos tamanhos. Eles utilizam a verba para o custeio da produção e a modernização do campo.

Para Fausto Ribeiro, presidente do Banco do Brasil, os valores desembolsados corroboram a força e a importância da agropecuária, bem como o protagonismo da instituição financeira. Ele disse que “não faltarão recursos para que os produtores rurais consigam produzir a safra recorde de 300 milhões de toneladas de grãos”.

O executivo disse ainda que essa carteira é amparada em bases sustentáveis, com elevada contribuição social e ambiental. Fausto destacou as linhas para a agricultura de baixo carbono, o Pronaf e o Plantio Direto. Desse modo, são mais de R$ 120 bilhões de saldo.

“Possibilitamos a atração de novos investimentos para ampliar a preservação ambiental”, explicou. Logo depois, ele citou o “cuidado que os produtores rurais dedicam à sustentabilidade no campo”.

Dentro do Plano Safra 2022/2023, junto com as verbas anunciadas pelo Banco do Brasil, o agronegócio conta com R$ 340 bilhões em crédito. O valor é 40% maior que o disponibilizado no ciclo anterior.

FONTE/CRÉDITOS: Revista Oeste

Veja também