Portal Sal da Terra

Notícias Ciência & Tecnologia

Para proteger governo Biden, Facebook remove posts sobre recessão

Economista norte-americano teve publicação censurada na rede social

Para proteger governo Biden, Facebook remove posts sobre recessão
Reprodução
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Meta — dona do Facebook — e comandada por Mark Zuckerberg “redefiniu” o termo recessão econômica e começou a remover postagens daqueles que lembram a definição defendida mundialmente.

Tradicionalmente, uma recessão técnica acontece com dois trimestres consecutivos de queda do Produto Interno Bruto (PIB) de um país — situação atual em que os EUA se encontram.

Mas para não admitir que o país entrou em recessão, o Centro Nacional de Pesquisas Econômicas dos EUA (NBER, na sigla em inglês) informou que uma recessão é um “ciclo econômico contrativo onde há um declínio geral na economia”, uma definição excessivamente ampla que não serve muito.

 

A postagem

Phillip Magness, diretor de pesquisa e educação do Instituto Americano de Pesquisa Econômica, escreveu um post no Facebook explicando a definição da palavra “recessão”. Em sua publicação, Magness mostrou todas as vezes que o governo federal, incluindo os democratas e o próprio Joe Biden, usou a clássica definição de recessão.

Ele também lembrou que sempre, sem exceção, todas e cada uma das recessões ocorridas em 1930, 1938, 1945, 1949, 1953, 1957, 1960, 1970, 1974, 1980-1982, 1990, 2008 e 2020 foram determinadas pela queda consecutiva de dois trimestres do PIB.

No entanto, o Politifact, órgão que verifica as informações na plataforma, recomendou que o Facebook removesse a publicação do economista feita em 24 de julho. O Politifact explicou que a afirmação “a Casa Branca está tentando proteger Joe Biden alterando a definição de recessão” é falsa e, portanto, deve ser removida da rede social.

Magness chamou a censura do Facebook de “Orwelliana”, referindo-se ao livro de George Orwell, de 1984, que segue a história de um funcionário do Ministério da Verdade encarregado de remover a opinião das pessoas do discurso público.

Phillip Magness, diretor de pesquisa e educação do Instituto Americano de Pesquisa Econômica, em entrevista à TV dos EUA

 

No Twitter, o economista escreveu: “Vivemos em uma paisagem infernal orwelliana. O Facebook agora está ‘verificando os fatos’ de qualquer pessoa que questione os jogos de palavras da Casa Branca sobre a definição de recessão.”, observou.

FONTE/CRÉDITOS: Revista Oeste

Veja também