Portal Sal da Terra

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024

Notícias Mundo

Guiana acionará Conselho de Segurança da ONU após Maduro determinar anexação de Essequibo

Guiana acionará Conselho de Segurança da ONU após Maduro determinar anexação de Essequibo
Reprodução/Redes sociais
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O presidente da Guiana, Irfaan Ali, anunciou que vai acionar ainda nesta quarta-feira (06) o Conselho de Segurança da ONU e a Corte Internacional de Justiça contra a Venezuela por conta da Guiana Essequiba. 

Mais cedo, o ditador socialista venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou a criação da zona de defesa integral da Guiana Essequiba e nomeou um general como “única autoridade” da área.

Irfaan Ali já conversou com o secretário-geral da ONU, António Guterres, à medida que a tensão na fronteira aumenta. “A Guiana reportará este assunto no início da manhã. Escreveremos ao Conselho de Segurança da ONU e ao Tribunal”, disse Ali durante pronunciamento ao país.

O presidente da Guiana disse ainda que “a Força de Defesa da Guiana está em alerta máximo. A Venezuela declarou-se claramente uma nação fora da lei”.

Ali acusou a Venezuela de atentar contra a integridade territorial e a estabilidade política do país.

Nicolás Maduro passou a reivindicar a Guiana Essequiba, de mais de 160 mil metros quadrados, depois que a Guiana descobriu petróleo e gás offshore na região.

Desde então, a Guiana conseguiu um crescimento econômico significativo.

A região, que produz atualmente cerca de 400 mil barris por dia de petróleo e gás, recebeu este ano propostas de empresas para licitações internacionais.

FONTE/CRÉDITOS: Gazeta Brasil

Veja também